sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Pró-Sertão incrementa economia do Seridó com mais de R$ 1,6 milhão

Esse é o montante que o programa faz circular por mês na região devido ao funcionamento de dezenas de unidades têxteis.


Por Diego Vale / Agência Sebrae
Durante seminário, empreendedores puderam tirar dúvidas sobre o programa com consultores. (Foto: Melina Soares)
Durante seminário, empreendedores puderam tirar dúvidas sobre o programa com consultores. (Foto: Melina Soares)
Parceria entre empreendedores do interior do Rio Grande do Norte e grandes grupos do setor têxtil tem contribuído para movimentar a economia de regiões, como o Seridó, onde somente um dos grupos – o Guararapes – chega a injetar R$ 1,6 milhão. A cifra foi revelada pelo diretor industrial da Guararapes, Jairo Amorim, durante a segunda edição do Seminário Técnico do Programa de Industrialização do Interior (Pró-Sertão), realizado na quarta-feira (26), em Parelhas. O seminário é promovido pelo Sebrae no Rio Grande do Norte em parceria Senai, Sesi, Sistema Fiern e o governo do estado, parceiros no programa.
Jairo Amorim destacou as regras e normas para implantação de facção de costura direcionada à produção do grupo Guararapes. O executivo apresentou as metas do grupo, revelando que a expansão das lojas da Riachuelo está diretamente relacionada ao incremento da produção industrial. “Em um ano, o Pró-Sertão já viabilizou o surgimento de 69 novas facções, dezenove a mais do que o esperado. O programa chega a injetar mensalmente na economia do Seridó, só pela Guararapes, mais de R$ 1,6 milhão”, destacou.
Uma das palestras do seminário teve como tema a construção do plano de negócios da empresa e sua importância para a abertura do negócio. O consultor do Sebrae, Rogério Xavier, falou sobre o tema. “O plano de negócios dá condições ao empresário de visualizar suas metas, seus custos fixos e variáveis e estratégias para alcançar o faturamento almejado”, afirmou.
Sobre o Pró-Sertão, o consultor ressaltou que há relatos de empresas que estão há poucos meses no mercado e já conseguiram duplicar a equipe, aumentar o faturamento, recuperar o capital investido e investir em mão de obra. “O Pró-Sertão veio para mudar a realidade do Estado”, ressaltou. O Banco do Nordeste é o principal agente financeiro do Pró-Sertão, oferecendo crédito facilitado para a implantação dessas empresas. De acordo com Tavares Lima, gerente de negócios do BNB, a procura é imensa. “Financiamos várias facções em 2014 e há possibilidades de ampliar em 2015”, assinalou.
Fonte: http://portalnoar.com/pro-sertao-incrementa-economia-serido-com-mais-de-r-16-milhao/

Nenhum comentário:

Postar um comentário