sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Cisternas da Primeira Água começam a ser construídas em Lagoa Nova


Seu Damião e sua família
Água para beber e cozinhar é direito de todos! A conquista desse bem é necessária para que milhares de pessoas que convivem, diariamente, com a realidade do Semiárido brasileiro tenham acesso à qualidade de vida.
O Programa Um Milhão de Cisternas (P1MC), da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA), trouxe para as famílias beneficiadas com a tecnologia social da primeira água, a cisterna de 16 mil litros, garantindo a resistência em meio à seca que castiga, ao longo do ano.
O Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos Comunitários, em parceria com a Secretaria de Estado do Trabalho da Habitação e Assistência Social (SETHAS), beneficiará 300 famílias no município de Lagoa Nova, no Seridó do Rio Grande do Norte, através do contrato 013/2014.
A construção das cisternas já foi iniciada no Projeto de Assentamento José Milanês, no alto da Serra de Santana, onde os cisterneiros já estão montando as placas que compõem a estrutura da implementação, que fará a estocagem da água para beber e cozinhar.
O agricultor Damião José Pires, que teve a cisterna construída durante essa semana, destacou a necessidade de receber a cisterna em sua casa. “Foi um bem muito precioso para todos aqui de casa e estou animado com essa cisterna. Hoje nós podemos guardar a água que vai servir para cozinhar e beber o ano inteiro, diferente de como era antigamente, que a gente tinha que pegar água muito longe daqui, léguas de distância”, disse seu Damião.
Dona Josefa Marques de Oliveira
Já para a agricultora Josefa Marques de Oliveira, que está esperando o início da construção em sua casa, na próxima semana, a cisterna será importante para agilizar os trabalhos em casa. “As coisas estão difíceis demais, hoje em dia; ninguém da minha família teria condições para fazer uma obra dessa. Eu nasci e me criei na agricultura, não sei nem ler, mas sei a importância que essa cisterna vai ter aqui em casa, para ajudar a gente”, afirmou dona Josefa.
O contrato 013/2014 beneficiará 1.204 famílias de 10 municípios do Rio Grande do Norte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário