domingo, 3 de agosto de 2014

Realizada a I Feirinha da Agricultura Familiar em Cerro Corá

I Feirinha da Agricultura Familiar em Cerro Corá
Com o intuito de movimentar o mercado dos pequenos proprietários rurais e promover a venda dos produtos cultivados na região, foi realizada neste domingo (03) a Primeira Feirinha da Agricultura Familiar na comunidade Baixa Verde, município de Cerro Corá.

De início será realizada uma feira a cada mês, mas a proposta é que, após ser feito o cadastro e capacitação com os agricultores que pretendem comercializar seus produtos, a ferinha se torne semanal.

Segundo Francinaldo Avelino Barbosa, organizador do evento, a ideia iniciou com a chegada das tecnologias da segunda água na região. A partir disso, ele participou de intercâmbios interestaduais organizados pelo Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos Comunitários (SEAPAC) e teve a oportunidade de conhecer cidades que faziam esse tipo de feira para os agricultores colocarem à venda os produtos da sua terra.  

“O SEAPAC trouxe o projeto da segunda água para nossa comunidade e com isso eu pude participar de intercâmbios para outros estados e vi esse trabalho sendo realizado nessas outras cidades. A ideia é fazer com que isso cresça aqui, pois na região não existe algo desse tipo” revelou Francinaldo.

Maria Gorete de Silva Santos, beneficiada com uma cisterna de enxurrada, estava presente na feirinha vendendo os produtos que estão sendo cultivados com ajuda do projeto da segunda água. Para ela foi um espaço proveitoso e de grande importância para a produção.

“Estou achando muito bom e peço que continue avançando porque, além de ser bom para a gente que está vendendo, é bom também para o povo que vem comprar produtos de qualidade e que são cultivados sem veneno. Aqui nunca teve nada assim. A minha primeira experiência como feirante é hoje, apesar de vender em casa, mas vejo isso como algo muito importante para todos os que estão participando”, afirmou Maria Gorete.

Maria Gorett de Araújo Dantas
A presidente do Núcleo de Produtores Cooperados do Catarino, no município de Bodó, Maria Gorett de Araújo Dantas, explicou que seria necessário que as associações promovessem mais eventos desse tipo para os agricultores terem acesso ao mercado da agricultura.

“É muito importante um evento desse na região e queria que, se possível, as associações promovessem essas feiras para as comunidades. Isso é um incentivo para quem mora na zona rural, pois os agricultores têm pouco acesso à essa rede de venda em feiras e é necessário que haja o crescimento dos pequenos produtores”, ressaltou Maria Gorett.

Além da venda de verduras, também se encontrava no local o comércio de artesanato, variedade de queijos e doces, lanches, temperos e até conserto de panelas e eletrodomésticos estavam disponíveis para os visitantes.

Os representantes do SEAPAC, Damião Santos Medeiros e José Carlos Martins da Silva, estiveram presentes para prestigiar o evento e firmar a parceria da instituição com os projetos que promovem a melhoria das comunidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário