sexta-feira, 28 de março de 2014

Representantes de MISEREOR conhecem trabalho do SEAPAC


Encontro entre SEAPAC e MISEREOR (Foto: José Bezerra)
O Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos Comunitários (SEAPAC) recebeu a visita de duas representantes da MISEREOR, Madeleine Brocke e Almute Heider, no dia 27 de março. Trata-se de uma visita de rotina, com o objetivo de acompanhar o trabalho do SEAPAC, entidade com a qual a MISEREOR tem uma parceria de vários anos. “Estamos vendo o desenvolvimento do trabalho e discutir, em conjunto, as estratégias para os próximos anos”, afirmou Almute. A visita constou de duas etapas. Na primeira, Madeleine e Almute conheceram comunidades acompanhadas pelo SEAPAC, no município de Sítio Novo, onde há trabalhos com cisternas calçadão, de enxurrada, quintais produtivos e criação de aves e pequenos animais. 

Lá, elas se encontraram com pessoas de várias comunidades. “Vimos que a instalação das cisternas, tanto de placas (primeira água, para consumo humano) quanto de segunda água (para produção de alimentos), é fundamental para combater as secas constantes no Nordeste. Não dá nem pra comparar com a seca de 1980. Agora as pessoas sofrem, também, mas sobrevivem na terra, sem ter que ir embora. Ainda falta água, mas as consequências da seca estão tão bem amenizadas que elas conseguem viver e ainda dá para produzir alimentos”, constatou Almute. Outra constatação que ela fez foi a educação que o SEAPAC realiza e que faz com que as pessoas sintam satisfação na vida no campo. “Dá pra ver na postura das pessoas, no orgulho de ser agricultor, mais firmeza na vontade de ficar no campo”, acrescentou.

A segunda parte da visita foi um encontro com a coordenação do SEAPAC e as equipes dos Núcleos de Natal, Mossoró e Caicó. “Nesse encontro, normalmente a gente leva mais perguntas do que resultados. Mas isso é bom, porque fortalece a nossa parceria e a construção de estratégias em conjunto para contribuir com a mudança da sociedade brasileira, para que seja mais justa”, disse Almute. Ela conclui afirmando que se percebe um trabalho bem articulado e em conjunto, envolvendo a coordenação estadual e as equipes diocesanas. Almute também lembrou a necessidade da discussão em conjunto, entre MISEREOR e o SEAPAC, visando desenvolver um trabalho de captação de recursos e alcançar os objetivos firmados na parceria.
Almute e Madeleine chegaram a Natal no dia 26, se encontraram com o SEAPAC no dia 27 e, nos dias 28 e 29 visitaram outros parceiros da MISEREOR, entre os quais o Serviço de Assistência Rural (SAR), da Arquidiocese de Natal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário